sábado, 29 de dezembro de 2012

Da compreensão ao ódio

Hoje passei da compreensão pelo mau momento do Sporting, que não se explica apenas pelas más opções na compra de jogadores e compadrio com os Kosovares, ao ódio por alguns jogadores. Vendo bem as coisas, eles até têm culpa: mostraram-se mais valiosos do que o que são, com Rojo à cabeça. No dia em que perdemos com o Essiobê, adormeci as 7 da manhã. Hoje eu odeio estes filhos da puta que assaltaram o clube do meu coração!

As revelações óbvias

Na entrevista de hoje de Paulo Pereira Cristovão ao EXPRESSO, confirma-se tudo aquilo que tenho defendido: somos governados por Bananas Anti Sportinguistas e por Espiões a soldo dos Kosovares. PPC é bem explícito e sabe o que se passa na estrutura de comando do clube, por isso foi rapidamente despachado e desonrado em praça publica. Sabe-se que as informações sao passadas à imprensa por Zeferino Boal, que as fotos dos balneários foram enviados para o Corrupto que mexeu os cordelinhos, que o clube está minado por dentro pelos interesses de outros clubes. E não acordamos ainda. Até quando? O blog A NORTE DE ALVALADE diponibiliza o jornal aqui. Leiam e pensem.

domingo, 16 de dezembro de 2012

Ponho os colhões no cepo

Jesualdo está confirmado. Mais um espião no Sporting, mais uma víbora para destruir. Lembrem-se destes nomes: Santiago Arias, Victor Golas,  Rubio, Ilori, Carlos Mané, Edelino Ié, Filipe Chaby, Iuri Medeiros, Ricardo Esgaio, João Mário, Bruma, Eric Dier, Tobias Figueiredo, Betinho e Etock. Com a chegada de Jesualdo, ponho os colhões no cepo se vão renovar com o Sporting e prosseguir a sua carreira no nosso clube.

Sporting, um clube anexado

O Sporting Clube de Portugal é um clube anexado. Mas não todo, apenas uma parte: a mais apetecível para especuladores e lida com milhões. Se isto não é verdade, expliquem-me porque razão as primeiras opções dos dirigentes foi acabar ou desinvestir em outras modalidades nas quais éramos os melhores e investir todo o ouro no futebol. Quando obtiver uma resposta satisfatória, calo-me. O problema do Sporting é profundo e liga-se à especulação financeira, o quotidiano do nosso país após a entrada na Europa Monetária. Tal como Portugal, o Sporting é governado pelos bancos em situações claramente desvantajosas. Acresce o facto de sermos governados também por Bananas e burros e sermos um clube anexado pelos interesses kosovares. É só ver o caso da privatização do Totta, com Roquette está implicado em toda esta tramoia e em situações de clara burla como "testa de ferro" dos espanhóis. Este foi um dos negócios mais polémicos da burguesia financeira que manda no país, com Champalimaud à cabeça. No livro do banqueiro Mário Conde, em apenas quatro anos, o Banesto, a título individual e em aliança com a Valores Ibéricos, empresa detida pelo Banesto em conjunto com José Roquette, conseguiu controlar 50 por cento do capital social de um dos mais importantes bancos portugueses. À data da privatização o Banesto controlava 50 por cento do Totta e a lei só permitia que uma entidade estrangeira tivesse até dez por cento do capital de uma empresa portuguesa. Champalimaud compara o Totta e vende-o depois ao Banco Santander. E o nosso Roquette?
Com o capital acumulado na passagem pelo Totta, Roquette cria a holding Plêiade, com a mesma estrutura accionista e negócios variados. O maior é a concessão de uma importante rede de abastecimento de água em Marrocos, oportunidade resultante da entrada do ex-ministro Dias Loureiro na sociedade (15%). Mas a Plêiade está também em explorações agrícolas em África (Guiné, Moçambique, São Tomé), na aviação (vendas polémicas ao INEM e aos Serviços de Bombeiros)4, na Inapal, uma empresa fornecedora de plásticos à Autoeuropa, inaugurada por Cavaco Silva. A Plêiade acabará mesmo vendida ao BPN, um negócio em que Dias Loureiro terá recebido comissões e que também motivou buscas policiais à residência de Roquette em 2009. O percurso de Roquette na banca termina no BCP (participação de 0,3% em 2004), o banco a que em 1999, enquanto presidente do Sporting, tinha entregue a gestão do passivo do Sporting. Em 2004, Roquette integrava o conselho superior e o conselho de auditoria do BCP e no ano seguinte era um dos mais relevantes accionistas individuais da EDP, com assento no conselho de administração até 2006. Um pergunta: quem manda no BCP? Obviamente, o poder do Nuarte. Jardim Gonçalves, Teixeira Pinto e todo um conjunto de fraudes. Com ela a participação accionista nos Kosovares. Vejam o que se diz.

O que é a FC Porto SAD?

A Futebol Clube do Porto - Futebol, SAD (FC Porto SAD) foi constituída em 30 de Julho de 1997 e resultou da personalização jurídica da equipa de futebol do Futebol Clube do Porto (FC Porto) que tem por atividade "a participação, na modalidade de futebol, em competições desportivas de caráter profissional, a promoção e organização de espetáculos desportivos e o fomento ou desenvolvimento de atividades relacionadas com a prática desportiva profissionalizada da referida modalidade".
O FC Porto SAD tem tido um sucesso desportivo sem paralelo na história do futebol português. Nos últimos dez anos conquistou oito campeonatos nacionais, cinco Taças de Portugal, sete Supertaças, tendo ainda vencido uma Liga dos Campeões, uma Taça UEFA, uma Taça Intercontinental e uma Liga Europa. De resto, o FC Porto é o clube europeu com mais troféus conquistados no séc. XXI, tendo vencido 26 títulos, entre eles quatro internacionais. 

Não só os kosovares, mas também Sporting e Larilas têm acções no BCP, por isso se torna estranha razão de sermos um clube anexado. Vê-se claramente o seguinte:
1º A banca tem interesses em todos os clubes?
2º Alguém, a mando da Banca, quer reduzir as hipoteses de investimento nos clubes, limitando a dois;
3º A Banca perde dinheiro, mas deve ganhar de outra forma ilícita. E aí entram os fundos dos jogadores, que servem para lavar dinheiro sujo;
4º Roquette entregou o Sporting aos interesses existentes, desprotegendo-o desportivamente;
5º O Sporting é governado por "testas de ferro" que não são sportinguistas mas simples comissionistas na lavagem de dinheiro;
6º A gestão desportiva do Sporting foi entregue a amadores comprometidos com os Kosovares;
7º A crise do Sporting é propositada. Até que surja alguém que bata o pé e acabe com a SAD, financiando-se em condições muito mais agradáveis e vantajosas.
8º Acabar com a SAD é iniciar o rejuvenescimento do clube, comprometido com ele próprio;

VIVA O SPORTING CLUBE DE PORTUGAL!

sábado, 15 de dezembro de 2012

De mal a pior

Um miserável empate na Madeira por um punhado de jogadores miseráveis comandados por um treinador que não deve perceber muito de futebol. Ou não teria dito no final do jogo que não fomos fortes no passe nem nas transições. Pudera. Com Gelson e Elias no meio campo, não há milagres. Com Pranjic, um médio que foi vendido como Lateral Esquerdo a nº 10, também não os há. Pior que isso, confirma-se o receio de ter mais um de muitos infiltrados no Sporting: Jesualdo Ferreira, que dirá quem é bom e quem é mau para ser contratado. O dedo do filho da puta do Corrupto já está em Alvalade desde Roquette. Ganhamos dois títulos, mas chegamos a esta posição deprimente de jogar para pontuar no estádio de um sub-produto kosovar. A equipa de futebol, daquele que dá dinheiro e importa carregar de dívidas, não presta. Ponto final. O sistema corrupto instalada no futebol português não permite que o Sporting se levante e nós, santinhos, fazemo-nos amigos deles. Bananice autêntica. Vejam este gráfico. Nele estão marcados os sucessos dos campeonatos portugueses. Neles, por questões retóricas e históricas, figuram o Olhanense e Carcavelinhos, com títulos. Vejamos a carreira dos dois grandes portugueses e dos Kosovares.A década de 40 é nossa, as de 50 e 60 disputamo-la com os Larilas, e só a partir da década de 80 é que os Kosovares disparam para os títulos.A década de 90 é deles, como está  foi a década passada e será até 2020. Não tenho dúvidas que os Kosovares vão roubar títulos aos Larilas porque usaram a estratégia da Mafia: dividir para reinar, criar amizades para as corroer internamente. É só abrir os olhos e ver.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Bananas

Roubam-nos campeonatos, mandam repetir penaltis falhados previamente inventados, negam-nos penaltis escandalosos, inventam faltas à frente da nossa área, expulsam jogadores por se rirem das decisões dos árbitros, dizem que as fotos do túnel incitam à violência, apagam o símbolo da touca de um nadador nosso, gozam com o nome de Vercauteren, chamando-o de "esquisito",  e agora colocam no nosso símbolo dois lagartos. E uma desculpa resolve tudo. Obrigado Bananas que gerem o Sporting Clube de Portugal!

sábado, 1 de dezembro de 2012

Como se sobe e como se cresce

Uma das razões para o actual estado do Sporting explica-se pela forma como se constituiu o futebol português nos últimos anos. Desde a entrada do Corrupto no futebol, o xadrez futebolístico alterou-se: o Nuarte ganhou protagonismo, ganhou eleições, juntou amigos e domina desde então. Mais que isso, é importante analisar que ligações se operaram para reproduzir o domínio.Olhando para o primeiro gráfico que se reporta às épocas de 76 a 86 (desculpem ser no excel, mas serve para perceber a ideia) vemos que os Kosovares iniciam o seu domínio com uma grande frequência de lugares cimeiros (corresponde ao lugar mais baixo das abcissas). A seguir vem o Essiobê e o Sporting, que se vão intrometendo sem grande eficácia nos lugares da frente. O gráfico 2 mostra a dinâmica dos Kosovares e alguns dos seus lacaios: os de Setúbal, os de Braga e os de Coimbra. Fica a faltar o Belenenses, com um percurso controverso de aproximação e separação da casa mãe. O facto é que o Sporting andou todo este período de tempo afastado dos lugares da frente, repetindo algumas vezes o 4º lugar. É em 95/96 que é criada a Liga, com a presença dominante de Corrupto da Costa e Valentim Loureiro. Este último deixa o cargo de presidente do Boabosta no ano seguinte, que ocupava desde 1977. Dá o lugar ao seu filho, João Loureiro, que acompanha a descida do clube e deixa a presidência em 2008/2009, ano em que desce de divisão. E isto explica o gráfico 3, que se reporta aos últimos 15 anos do futebol português: Boabosta fora de cena e relação privilegiada com os Lacaios do Minho, com o Sporting e o Essiobê a disputarem lugares.
Conclusão: a crise de resultados deriva de factores externos e internos. Os internos são a associação aos Kosovares (nunca me esqueço da proibição de colocar faixas anti kosovar no nosso estádio no jogo contra os filhos da puta, enquanto o Banana estava na bancada com o Corrupto) e os externos o sistema constituído desde 1976.

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Mesquita Alves, diz alguma coisa?

Morreu Mesquita Alves. Quem foi? Pelos vistos, não há muitas notícias sobre o caso porque importa cavar ainda mais sobre a crise do futebol do Sporting. Pelo que se sabe, quem quis investigar foi escorraçado das imediações do Estádio da Droga para não noticiarem um caso dúbio: assassínio ou suicídio? A Comunicação Social, afoita em casos verdes e brancos, passada uma semana da morte desse individuo, muito laconicamente diz alguma coisa, mais que o próprio clube. Pudera! Existem duas versões: a primeira diz-nos que fazia parte da oposição interna ao Corrupto; a segunda, ligada a todas as falcatruas que somos sabedores (tráfico de droga, lavagem de dinheiro, compra de árbitros, aliciamento do poder público, manipulação de campeonatos, corrupção), diz-nos que anda alguém com vontade de por a boca no trombone. Ligado a Angelino Ferreira, era responsável pela parte comercial dos kosovares. Ainda hoje espero uma investigação dos jornaleiros sobre o caso. Mas deve ser em vão, como sempre quando se refere aos kosovares. Tudo na mesma, como a lesma

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Gostava de saber

Diz-se por aí que o Sporting, além da crise desportiva, está a braços com uma crise económica. Eu pergunto:
a) Se o passivo do Essiobê é maior que o do Sporting e Kosovares juntos, porque é que a comunicação social não explora o assunto?
b) Se o Sporting está tão mal, qual a razão das acções da SAD serem do mesmo valor das dos kosovares, ultrapassando-o até?
c) Porque é que o Sporting, estando mal ou bem, tem sempre um calceteiro e um doutor a dar palpites e a comunicação social está sempre em peso a ouvi-lo?
d) Porque é que não tiram o lápis ao Futre?

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

A importância de comprar bem - Fim

Aqui está uma panorâmica geral da Geração Roquette. Podemos tirar uma conclusão: a presença de estrangeiros no onze não é sinónimo de má qualidade, pois foi com eles que ganhamos o título de 2000 e não podemos esquecer nomes como Liedson, Schmeichel, André Cruz, entre outros. O principal problema do Sporting, penso eu, é a liderança fraca e pouco exigente, a escolha de pessoas competentes para os cargos de pressão ao plantel e à comunicação social. Roquette comprou bem, Soares Franco mal, Banana muito mal e Godinho Lopes ainda não sei. Temos de ver o que dão estes jogadores, destroçados por má preparação física, instabilidade no comando. Eu acredito que temos bons jogadores, embora desmotivados. No entanto, não podemos insistir em épocas como esta, de um amadorismo atroz.

A importância de comprar bem - JEBanana e Godinho Lopes

Este é o panorama actual, iniciado por JEB. Compra massiva de jogadores estrangeiros, decréscimo de jogadores portugueses e de jogadores formados na Academia.

A importância de comprar bem - Soares Franco

Neste gráfico observa-se a queda de jogadores portugueses no plantel, de jogadores da academia e a subida de jogadores estrangeiros. São os anos da saída de Peseiro e a entrada de Paulo Bento, que inverte o ciclo na época de 2007, com a chamada de jogadores da academia.

A importância de comprar bem

Ouve-se falar na blogosfera leonina sobre o excessivo número de estrangeiros pouco identificados com a realidade do clube e que estes são responsáveis pelas más prestações desta época. É uma afirmação pouco sustentada e soa a falácia porque se sabe que muitos planteis tem de optar por estas compras, mais baratas e com retorno quase imediato. Não é todo o dia que se encontram Ronaldos e Figos. Quando se encontram, não temos forma de os segurar porque a legislação permite a sua saída em muitos casos a custo zero. A Lei Bosman introduziu o capitalismo financeiro no futebol, também propenso a fraudes operadas por agentes desportivos sem escrúpulos. Não serão todos, mas a grande parte, sem uma presença forte e uma liderança que lhes regre o comportamento, são autenticos esbanjadores de dinheiro. Serve isto para introduzir o gráfico.
Desde a presidência de Roquette, o número de estrangeiros aumentou no Sporting. Ao contrário, o de portugueses diminuiu, assim como a presença de jogadores formados na Academia. Curiosamente, na época de 1999/2000, fomos campeões nacionais, onde o número de estrangeiros era superior a tudo. Em 2002 revalidamos o títulos, com muitos portugueses e poucos estrangeiros, com ligeira subida de jogadores da Academia. Porquê, se quem estava no Departamento de Futebol era o Carlos Freitas e o Duque? Penso que havia um factor importante: a presença de Manolo Vidal e de uma estrutura bem gerida, sem medo do sistema e pronto a declarar guerra.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Está na hora de levantamento de rancho

A derrota de hoje foi escabrosa, tão escabrosa como a existência de um jogador chamado Gelson Fernandes que já andou pelo Manchester City, não tinha lugar no Moreirense e qualquer trinco da academia é melhor que ele. Pior que isso, há muitos jogadores da academia que meteriam muitos dos que estão no plantel principal no banco. Como é que isto foi possível? Agora, de cabeça quente, todos disparam para o ar e em todos os sentidos e direcções, mas não haverá, como não há à muito tempo em Alvalade, cabeça fria para pensar as coisas. Estamos acossados pelo título de campeão nacional que nos foge desde 2002, taças que nos escapam das mãos, caminhadas que são cortadas sem se saber porquê. Juntando a isto as abritragens bondosas, o jogo de equipa dos lacaios do sistema e consecutivas épocas mal planeadas, chegamos ao resultado de hoje. A equipa de futebol do Sporting Clube de Portugal é uma nulidade, ponto final. Corre tudo mal, desde uma pré-época que apenas existiu na cabeça de alguns até à permissão de termos no nosso seio kosovares. Freitas é um deles. A suas contratações às vezes, raras vezes, saem bem. Muitas vezes, quase sempre, saem mal. E voltamos a isto. O jogo de hoje mostrou que Vercauteren ainda anda a ver o que fazer com este magote de rapazes, daí ter alterado a táctica umas cinco vezes no jogo. Voltando ao ínício, Gelson Fernandes, que nasceu sob uma boa estrela, foi titular. Óptimo a jogar para trás e para o lado, a bola a queimar nos pés, não disfarça lacunas que um meio entendedor de futebol vê: não presta, não sei como está no plantel do Sporting. E saímos dali humilhados, a jogar contra 10. É altura de pedir responsabilidades, e o nosso presidente tem de se comprometer com as promessas feitas aos sócios. Não percebe muito de futebol, entregou-o aos amigos que se mostraram muito pouco profissionais. E agora? Quando acabo esta crónica com "vamos ver se vamos à UEFA", algo está muito mal no clube de futebol do Sporting e, sinceramente, não vejo resolução para isto. Quem a aponta?

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Lágrimas de Crocodilo

Depois de um post em que chama "weird dude" a Vercauteren, o JN penitenciou-se pela mão do seu director Manuel Queiroz. O ex-director do pasquim azulado O JOGO pediu desculpa em carta aberta, justificando o erro de um estagiário. Hoje, a lançar o jogo da "seleção", esqueceu-se mais uma vez do Sporting. Dos seleccionados, aparecem nomes, por esta ordem, de jogadores dos Kosovares, seguidos dos Lacaios do Minho e por fim, o Essiobê. Jogadores do Sporting nas selecções, nenhum. Peguntei-me : "Será que o Patrício não joga?" Joga, está na projecção da equipa titular. Então, e os outros? Rui Patrício está com a equipa das quinas no Gabão, Rojo e Rinaudo na Arábia Saudita com a Argentina, e Carrillo no Peru para defrontar as Honduras. A estes quatro acresce Betinho, recém-promovido à equipa principal, que hoje enfrenta o Mali, em Abrantes, pelos Sub-20 de Portugal. E na Equipa B? Luís Ribeiro está na Sub-21 e Tiago Ilori, Mica, João Mário e Ricardo Esgaio na Sub-20. Já se viu, mais uma vez, que este pasquim quer destruir o nome do Sporting, optando por "esquecer" que temos jogadores nas selecções de futebol dos seus países. E nós? Vamos continuar a comprar esta coisa?

sábado, 10 de novembro de 2012

Desmistificando

Hélder Barbosa é um produto Kosovar. Usa-se quando interessa, deita-se fora quando não convém. Rolando, de quem se dizia que estaria a caminho de clubes italianos, ingleses e marcianos, treina à parte. Chegou a sua hora, como chegará a de Hélder Barbosa. O dito jogador começou a sua carreira no Kosovo. Depois de não se impor face ao contingente estrangeiro que precisava de ser valorizado para encher o bolsos a comissionistas, revezou-se pelos clubes lacaios - Académica, Trofense, Setúbal e Braga. Tudo clube de lacaios e lambe colhões. Como prémio pelos seus bons serviços, enquanto suplente, é chamado por Paulo Bento à "Seleção". Depois vem o novo "3º grande", o Braga ou Lacaios do Minho. Enquanto clube cheio de história, títulos e glória, ostenta uma Taça de Portugal, uma Taça Intertoto (competição que já não existe) e uma Taça da Federação, organizada apenas na época de 1976/1977, altura em que o Corrupto assalta o futebol português. Diz que na altura bateu os seus compadres actuais por 3 a 1, na meia final, e jogou a final com o Estoril, vencendo por 2 a 0. Ou seja, uma Taça de Portugal, e duas taças de competições que já não existem. O clube que pretende substituir enquanto "3º grande", o pobrezinho Sporting Clube de Portugal, tem uma história muito pobrezinha. Esses coitados tem apenas 19 Campeonatos de Lisboa, 29 Taças de Honra, 42 Campeonatos de Reservas, 18 Campeonatos Nacionais, 4 Campeonatos de Portugal, 15 Taças de Portugal, 8 Supertaças de Portugal, 1 Taça das Taças, 1 Taça Intertoto (tambem a temos!), 1 Taça Ibérica, 1 Taça Império, 3 Taças do Torneio Internacional do Guadiana, 2 Taças Monumental "O Século", 1 Trófeu Bodas de Ouro Athletic Bilbao, 1Trófeu Teresa Herrera, 2 Trófeus Ibéricos Badajoz, 1 Taça Torneio Internacional de Lourenço Marques, 1Taça Cidade de Luanda, 1 Trófeu Montilla Morilles, 2 Taças do Torneio Cidade S. Sebastian, 1 Taça do Torneio Internacional de Atenas, 1 Taça do Torneio Internacional de Caracas, 1 Trófeu Joaquim Agostinho, 2 Taças do Torneio de Newcastle, 1 Trófeu Reebok, 1 Trófeu Teleweb, 1 Taça Peninsular, 1 Troféu Cidade de Vigo, 1  Taça Amizade, 1 Trófeu Colombino e 1 Troféu Cidade de Nova York. Estamos apenas a falar em futebol sénior. Portanto, o novo "3º grande" tem menos 165 troféus de futebol que o clube a substituir, quem tem uns modestos 168 títulos e troféus, apenas no Futebol.... Agora vejamos a massa adepta.
Diz-se que os Lacaios do Minho tem cerca de 26.000 sócios. A cidade de Braga tem cerca de 110.000 habitantes e é neste enclave que se situa a massa adepta. Além deles, há muitos sportinguistas, benfiquistas e kosovares. Como tal, a massa adepta é ínfima quando comparada com a do Sporting. Vejam-se as enchentes em Olhão, no Estoril ou mesmo no centro.
Isto tudo a propósito das teses que andam por aí a ser propaladas. Mas há mais. Se eu fosse presidente, amanha esfregava estes números nas putas das trombas dos nossos jogadores e dizia-lhes que se quisessem servir o clube, ficariam. Se não estivessem dispostos a dar a vida pelo clube, puta que os pariu. Mas enquanto vestissem aquela camisola, têm deveres a cumprir. Esses deveres são a vitória contra esta puta desta escumalha!

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

E não é que alguém acertou na mouche?

Rui Santos é um burro, um Futre com caneta que faz os seus comentários nas manhãs da Júlia Pinheiro. No entanto, surpreendeu-me por defender o mesmo que eu. Existe uma "nova ordem do futebol" que atingiu o seu apogeu na actualidade: o Filho da Puta aliou-se ao presidente dos Lacaios e fazem mossa. Das duas uma: ou está a preparar a sucessão, ou está para durar. E o Sporting está a ser excluído: "O Sporting de Braga está a ganhar terreno e o Sporting está a ser cuspido dessa nova ordem, o que é terrível para o clube. O Sp. Braga poderá terminar novamente à frente do Sporting e isolar o clube de Alvalade provavelmente interessa a FC Porto e Benfica, e sobretudo ao Sp. Braga". Escolhemos mal os nossos parceiros, e descuramos o verdadeiro inimigo que congemina nas sombras. Como bem diz, "O Sporting, ao colocar-se contra o Benfica, está a fazer o seu caminho sem parceiros e isso torna a sua tarefa mais difícil. É um caminho estreitíssimo, uma situação muito complicada e da qual vai ser muito difícil sair". E não é que tem razão? Como venho defendendo, existe uma preponderância dos clubes da VCI na 1ª e 2ª Ligas, representantes directos do poder que domina o futebol. Os clubes do Centro e Sul que chegam a estas competições, estão vendidos. Recebem treinadores e jogadores e retribuem com lesões dos emprestados e falta de atitude para com o patrão, como bons Lacaios, e inflamam toda a sua raiva contra Sporting e Benfica. Quem faz frente, é obrigado a sair. O inimigo são os KOSOVARES, não se iludam!

domingo, 4 de novembro de 2012

Os treinadores e a crise

Escrevo após mais uma derrota do Sporting. Paulo Batista, encomendado para travar o Sporting em vésperas de injecção de confiança, voltou a por-nos no nosso lugar e a fazer-nos crer que o problema é dos treinadores. Não é. Contudo, se olharmos para o gráfico de cima, acreditamos no contrário. Fi-lo a pensar no seguinte: desde que o Filho da Puta está à frente dos Kosovares, o que nos aconteceu? Desde 1976, o Sporting teve 55 treinadores, o Essiobê 30 e os Kosovares 22. Desde a época de 1999/2000, altura em que ganhamos o campeonato passados 18 anos, tivemos 19 treinadores, o Essiobê teve 11, tantos como os Kosovares. Desde a chegada do Filho da Puta, o Sporting ganhou os campeonatos nas épocas 1979/80, 1981/82, 1999/00, 2001/02. 4 campeonatos, desde que o Filho da Puta entrou no futebol. O Essiobê ganhou 10. E os Kosovares? 21 campeonatos. Antes disso, o Sporting tinha 14, o Essiobê 23 e os Kosovares 5.

Existe uma correlação que se pode fazer, de imediato: a ascensão dos Kosovares, resulta da descida do Sporting. Esta descida, que dura desde 1976 e que só nos trouxe 4 campeonatos, explica a destruição de treinadores e da tentativa de aniquilação do Sporting Clube de Portugal.
CONCLUSÃO: Não são os treinadores os culpados das derrotas mas sim a preponderância de Kosovares nos orgãos de decisão. Passem os olhos por este blog e tirem as vossas conclusões.


terça-feira, 30 de outubro de 2012

E agora?

Depois do jogo com os Lacaios de Coimbra, suspirei profundamente enervado. Já não via um futebol tão mau, apesar da qualidade dos jogadores, desde os tempos finais de Paulo Bento e Paulo Sérgio. Pior que isso, foram os elogios de Oceano no final, a considerar uma equipa toda remendada "uma boa equipa". O meu clube não sabe jogar à bola, ponto final. Isso deriva directamente de uma pré-época falhada, de um treinador sem ideias nem consistência técnica e de um corpo director do futebol que, muito me cheira, andou a abotoar-se com prémios de transferências. O pior, e que agrava todo este panorama, é que isto não vem só desta época mas de muitas épocas atrás. O Sporting é clube de crises, provocadas por má gestão iniciada na era Roquette. Como sabemos, este indivíduo quis ganhar com o Sporting o dinheiro que fez com a venda do Totta. Os adeptos, embalados pelo Euro 2004 e deslumbramento dos milhões do QREN, subiram ao céu. Curiosamente, é nessa altura que surgem os nomes actualmente mais falados: Ronaldo, Nani, Moutinho, Veloso, Viana, entre outros menos badalados. Nessa altura, o Sporting até foi à Champions, mas não nos podemos esquecer que os Kosovares resgistam18 participações em 19 possiveis, o Essiobê regista 10 participações em 19 possíveis e o Sporting 6 participações/8 apuramentos em 19 possíveis: uma na presidência de Roquette (1996/2000=4 ANOS, 3º lugar na fase de grupos), duas com Dias da Cunha (2000/2005= 5 ANOS, 4º lugar na fase de grupos, derrota na pré-eliminatória com o Inter de Milão), incluindo uma final da UEFA, e cinco apuramentos durante a dinastia dos Bananas (2005/2011=6 ANOS). Foi de então a derrota história de 12 a 1 com o Bayern. Para esquecer. Ou seja, a associação aos Kosovares, com repudiantes trocas de jogadores, proibição de afixação de faixas anti-kosovares no Estádio de Alvalade, cumprimentos depois de ter sido insultado, trouxeram o Sporting cá para baixo. Vejamos o capítulo treinador e comparemos com as presenças na Champions
1997/1998 Presença na Fase de Grupos: Octávio, Francisco Vital, Cantatore e Carlos Manuel
2000/2001 Fase de grupos - Inácio, Fernando Mendes e Manuel Fernandes
2002/2003 derrota na 3ª pré-eliminatória - Boloni
2005/2006 derrota na 3ª pré-eliminatória - Peseiro e Paulo Bento
2006/2007 Fase de grupos - Paulo Bento
2007/2008 Fase de grupos - Paulo Bento
2008/2009 Oitavos de Final - Paulo Bento
2009/2010 Derrota no Play Off - Paulo Bento, Leonel Pontes e Carvalhal

CONTINUA

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

E agora?

Sabe-se que Godinho Lopes vai despedir Duque e Freitas. Não gosto deles, um por ser do CDS-PP e outro por ser Kosovar. Apesar de nos terem dado um campeonato em circunstâncias particulares (na década de 90, os clubes do Sul estão em maioria e há clubes do Norte em declínio, como o Salgueiros), não consigo confiar num kosovar por tudo nele me cheirar a roubo. A estratégia de domínio kosovar foi bem pensada e agilmente delineada. Convido a ler posts antigos para perceberam como é que um clube regional iniciou uma senda vitoriosa. Em simultâneo, os outros clubes opositores atrofiaram e os colaboradores extinguiram-se. O Sporting, depois da criação da Liga, um projecto conjunto das associações do Norte, em compadrio com a Olivedesportos que já pensava em ganhar muito dinheiro, venceu 2 campeonatos. 2.  Antes do Corrupto aparecer, tinha 14. Depois disso, ganhou apenas 4. 4, entre 1978 e 2012.
O afastamento das vitórias não foi inocente, tudo foi minado e o Sporting o primeiro a ser atacado, sabendo da sua rivalidade patética com o Benfica. Hoje em dia, essa rivalidade já não é mais patética mas sim esquizofrénica, pois grande parte dos sportinguistas prefere ver o campeonato na mão dos kosovares do que no Benfica. Isto redunda numa auto comiseração enfadonha e vomitável, que eu combato: não podemos deixar que sportinguistas profiram a barbaridade de dizer que Corrupto da Costa é o maior presidente de futebol. Isso encaixa nos kosovares, para quem as vitórias se obtém a qualquer custo. Contudo, muitos acreditam ser este o fado do Sporting: condenados ao falhanço. Repetem-se as anedotas sobre nós, a Comunicação Social é implacável e provocadora. E nós olhamos para o umbigo, dando-lhes razão. Este rumo só podia levar a resultados que ontem tiveram mais um capítulo. Moreira de Cónegos venceu-nos, com jogadores que disfarçaram as talochas que tem nos pés com garra e vontade de vencer um clube em declínio.
A equipa de futebol é uma nódoa. Nas outras modalidades vamos bem, somos campeões, até na segunda liga estamos na liderança. Contudo, é no futebol que grande parte dos nossos adeptos se revê e menos no atletismo ou badminton, e o facto é que e equipa não joga nada. Muito, muito fraca. Ontem, frente ao Moreirense, foi uma anedota pegada. Pelo rendimento e displicência de alguns jogadores, pela débil força mental, pelo plano de jogo inconsistente. Estamos de rasto, nem batemos o pé a uma equipa de uma vila de perto de Guimarães. Além disso, a arbitragem não muda nem vai mudar. Temos de entender isto. Como tal, proponho soluções para o clube de futebol do Sporting Clube de Portugal.
a) Ouvem-se alguns comentadores dizer que os problemas do Sporting "são estruturais". Não sei o que querem dizer com isto e o que significa "estrutura" na cabeça daqueles cromos. Mas, se por estrutura compreendermos a forma como o futebol está organizado em Portugal, concordo que o Sporting nunca será campeão porque se aliou a quem domina a estrutura e não recebeu qualquer proveito. A aliança de Soares Banana e José Eduardo Banana deram no que vemos: venda de bons jogadores aos rivais e gozo constante com o Sporting, forçando-nos a perder competições;
b) Luta directa aos Kosovares e satélites. Não se vende nada, não se empresta nada. Não os tratar como Académica, Braga ou Setúbal mas como LACAIOS. Os outros, são e serão sempre KOSOVARES.
c) Potenciar o Canal do Sporting, acabando com as transmissões e as declarações à dita imprensa. Conferências de imprensa, comunicados à imprensa, declarações, apenas no canal oficial. Em simultâneo, incluir uma clausula no contrato dos jogadores de forma a PUNIR SEVERAMENTE qualquer um que dê entrevistas fora do canal oficial. O Canal Oficial é o Canal do Sporting. Se querem vender jornais, que inventem notícias ou que busquem estas fontes indirectas;
d) Arrear a sério nos árbitros, assumidamente. Perder as chaves das suas cabines, deixa-los ficar lá fechados. Muita outra coisa, inventem. Não se podem rir do Sporting, não podemos deixar que brinquem connosco.
e) Defender o Sporting, sempre. Para nos atacar já temos muitos.

VIVA O SPORTING!

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Sai Sá Pinto, entra Oceano

Mas o pensamento é o mesmo: NÃO ADMITO PERDER CONTRA OS KOSOVARES! Rapazes, vamos dar cabo deles! Vamos a eles com unhas e dentes! Não admito empates! Força Sporting Clube de Portugal!

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Notas sobre a nata

O Sporting perdeu contra o Videoton e com o Rio Ave, empatou com o Estoril, Basileia e Marítimo e ganhou ao Gil Vicente, num jogo comemorado como se de uma final mundial se tratasse. Ganhou um jogo, com um plantel muito bom. Enquanto escrevo, depois de acalmar a frustração com cervejas e tremoços, consta-se que Sá Pinto vai renunciar ao cargo de treinador. Não sei se é verdade ou é a Comunicação Social a afiar as facas para mais sangue. Quanto a isso, estamos habituados. Custa-me ver um jogador que sempre admirei, que simbolizava o adepto sportinguista a fazer o que qualquer um de nós gostaria de fazer, estar à frente daquela equipa, decidir quem enverga as camisolas às listas verde e brancas, ter este destino. Mas as evidências falam mais alto: o meu Sporting não joga nada e o culpado é o treinador, que apresenta uma equipa a cada jornada, indiciando que anda perdido, que não sabe o que quer e que a pré-época não serviu de nada! Somando isto à pouca sorte que nos acompanha, com a má energia simbolizada nas cadeiras de todas as cores menos de verde hegemónico, e obtém-se um caldo fantástico. De merda. Este Sporting não joga nada. Pior que isso, parece-me, vendo de fora com um olhar suficientemente distanciado, que o meu clube emula o governo do país: não estão lá os melhores, mas aqueles que são bem vistos e têm cunhas. Com Sá Pinto aconteceu isto. Era um homem da casa, deviam ter sido feitas algumas promessas, e tudo se precipitou. Se num primeiro momento, conseguiu fazer uma campanha europeia fantastica, na final da Taça de Portugal, ao perder com os Lacaios de Coimbra, indiciou o que aí vinha: não existe uma ideia consistente de jogo e isso perdura. E agora? Sai Sá Pinto, vem outro e começa tudo de novo, a jogar sem sossego e sobre brasas. Andamos a brincar com isto, sem dúvida.
Se for, só me resta agradecer e enaltecer o espírito de equipa e o próximo treinador. Desta vez, sem falhas. Por favor.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Fundação Kosovar em risco

Quando se clama o poder desmedido de Lisbeua e o favorecimento desta em detrimento do dito Nuarte, ofusca-se a realidade. Depois de terem sido mais beneficiados pelo poder público, de Lisbeua, na construção do estádio da droga para o Euro 2004, mais uma vez, os kosovares, por intermédio do seu ayatolah e seus talibans de mão, não conseguem desmentir as informações que hoje vieram a público. O governo quer acabar com a Fundação Porto Gaia, entidade pública de direito privado, que na data da sua constituição era detida maioritariamente pelos kosovares, com uma quota de 51% (de acordo com os critérios do Governo, teria de ser uma fundação público-privada para o clube poder ter a maioria). A Câmara de Gaia, a Águas de Gaia e as freguesias de Crestuma e Olival, onde se localiza o Centro de Estágios, são outros dos sócios iniciais da entidade. Em 2010, o respectivo património, de 2,235 milhões de euros, mantinha-se exactamente igual ao que existia na criação da entidade, em 1999. No processo de avaliação, a dita fundação obteve uma classificação de 26,1 (numa escala de 0 a 100), sendo a 10ª fundação com pior nota. Esta é uma entidade muito dependente do financiamento público: 84,4% das suas receitas depende dos apoios públicos que recebe, contrariamente ao propalado pelos separatistas kosovares, que entre 2008 e 2010,  recebeu 4,234 milhões de euros em apoios financeiros públicos. O meu dinheiro, o nosso dinheiro.
Quando procuravam um centro de estágio, os kosovares tentaram várias opções, recaindo a escolha em Menezes, um ressabiado do PPD que, do outro lado do rio, faz oposição a Rio. E para isso, servem todos os argumentos: só em terrenos, a Câmara de Gaia pagou 1,5 milhões de euros. A fundação PortoGaia foi constituída em Maio de 1999 e o centro de estágios inaugurado a 5 de Agosto de 2002, começando a ser utilizado pelos kosovares aa 12 de Agosto. Mais tarde veio a saber-se que, de acordo com Inspecção-Geral de Finanças, a autarquia pagou a totalidade dos custos do centro de treinos: 16 milhões de euros, entregando o direito de superfície dos terrenos por 50 anos e exigindo apenas uma renda mensal de 500 euros pelo centro de estágio...frugalidades.... Todavia, o Visconde de Santa Eulália desmente categoricamente os factos. Mente, para dizer a verdade.
É este o poder que domina o futebol, corrupto e que se alimenta de dinheiro, usando todos os estratagemas para tal. Pior que isso, andam os sportinguistas preocupados com Sá Pinto e com as pressões da imprensa. Não entendem nada, pois não? Para sermos campeões, temos antes de acabar com o domínio kosovar. O resto é conversa de merda.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Lacaios e Uefas

O arbitro que impediu o Sporting de vencer o Marítimo na 3ª jornada da Liga e ofereceu a vitória aos Kosovares contra o Sporting na 29ª jornada, foi homenageado pelos seus amigos da AFP, organização que comanda o futebol nacional.Com o dragão ao fundo, Proença soube vender-se bem e com isso conseguiu catapultar-se. E isto significa dinheiro. 10 mil euros por jogo no campeonato europeu, 5 mil euros por jogo na Champions. Como precisava de companhia, leva os amigos kosovares.
MUDANDO DE ASSUNTO...
Amanhã joga o nosso Sporting, e espero que Sá Pinto não invente, após o resultado na Madeira com intervenção do Xistra, como disse aqui. Precisamos de uma vitória sólida e sem mácula, considerando a pressão extra que nos fazem na comunicação social. Por isso, a vitória é o caminho!
PS
Parece que os Lacaios de Braga perderam. Muito bom, para este grande clube.

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Marinho Neves veio mais uma vez colocar o dedo na ferida. Desta vez, nas redes sociais, espalhou o seguinte texto.

Estão a ser comemorados os 20 anos da SIC. Balsemão inaugurou hoje uma exposição com os arquivos que mais marcaram esta estação. Em 1992 entrei para a SIC para ajudar a fazer o programa "Donos da Bola" e lá trabalhei até ao seu último programa, em 1999, precisamente na noite em que eu estava reunido com dois inspectores da PJ a quem iam ser entregues provas para prenderem alguns dos maiores corruptos do nosso futebol. Margarida Marante pressionou o seu ex-marido, Rangel para acabar com o programa naquele dia. Eram 3 horas da manhã quando isso aconteceu e anunciado na TSF. Quem nos ia entregar as provas recuou. Desconfiado. "Os Donos da Bola" foi um dos programas da SIC que bateu todos os recordes "share". Mas incomodou tanto, que nesta exposição, assim como noutras, foi completamente ignorado. Este País é mesmo assim: Quem tem a coragem de publicar a verdade é ostracizado. Mas nós continuamos por cá.
 
Passados vinte anos, o panorama é o mesmo e com algumas nuances:
a) Os Irmãos Oliveira, de modestos proprietários de empresa encarregue da publicidade estática, compraram jornais e ampliaram a sua SPORTTV, que já conta com vários canais e detêm o exclusivo das transmissões, à custa do dinheiro do povo;
b) A sua associação aos Kosovares, ampliou e reforçou o seu poder: os campeonatos sucedem-se, uns atrás dos outros, via rápida para os milhões da Champions;
c) Balsemão, imã do Grupo de Bildenberg em Portugal, domina o espaço noticioso e dá cobertura a uma organização extremamente bem montada;

Como diz Marinho Neves, nós continuamos por cá.
c)

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Kosovares a mandar na "Seleção"

Sai o Martins e o Fernandes, entra Amorim e Éder. Já agora: e o Adrien? Ah....já sei! Tem de assinar pelos Kosovares! Paulo Bento tornou-se noutro comissionista ao estilo do Queiroz, um lambe tomates do Pinto da Costa.

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Excelente texto, tirado de A BANCADA NASCENTE

Eu não me esqueço:

  1. Em Fevereiro entregaram-te uma equipa feita em pedaços... de papel. Um grupo que após a derrota na Madeira, com uma exibição tão ridícula como o comportamento do Domingos no banco. Que passava para o 5º lugar atrás do Marítimo. Com 16 pontos de atraso para o 1º e 8 para o 3º classificado.
  2. No teu 1º jogo, fomos a Legia e viu-se um grupo a "lamber feridas" mas unido. Trouxemos um empate difícil, num terreno complicado com um ambiente bastante adverso.
  3. De seguida, em três jogos caseiros outras tantas vitórias. Todas pelo mesmo resultado: 1-0. Passamos 1/8 de final da LE. Com as duas vitórias no campeonato, passamos a estar a 11 pts do 1º classificado. Que ousadia!!!
  4. Na jornada seguinte, cortaram-nos a «tesão». Fomos a Setubal e levamos com o André Gralha que apesar do nome, cometeu poucos erros no trabalho encomendado. Estávamos a levantar a cabeça, era necessário puxar-nos para baixo. 
  5. Foi anunciado como o próximo genocídio. Seriamos trucidados pelo Manchester City. Vencemos!!! E até marcamos de calcanhar. Mais uma vitória em Alvalade. Nessa altura, já não chegava ganhar. Para alguns, a vitória por 1-0 era sempre um problema, um defeito.
  6. Para esses, a resposta esteve no jogo seguinte. A vítima foi o Guimarães. Foram 5 golos sem resposta e uma exibição de gala. Nesta jornada, o fcp empata em casa frente à Académica e voltamos a estar mais próximos da equipa comandada por Vitor Pereira.
  7. Que ousadia a nossa! É preciso chamar o Bruno Paixão a Barcelos para "bater" nos leões.
  8. Entretanto, fazemos uma exibição épica em Manchester. De esforço, dedicação, devoção e glória. Toda a nação Sportinguista, sente orgulho em dizer: SOU DO SPORTING! 
  9. Após o roubo de Barcelos, voltamos a vencer o Feirense e Leiria pela margem mínima. Nessa altura, estávamos focados na LE e no próximo adversário.
  10. Limpamos o Metalist, com grande categoria! Bastou uma vitória caseira e novo jogo de garra na Ucrania. Estávamos nas MF da LE... quem diria.
  11. Novo jogo no campeonato, agora frente ao slb. Vitória limpinha que pecou por escassa. Numa exibição plena de categoria.
  12. Nova deslocação à Madeira para defrontar o Nacional. Nova vitória! Já só estávamos a 6 pontos do 3º classificado.
  13. No duelo com os leões de Bilbao para as meias finais da LE, fomos eliminados ingloriamente. Fizemos tudo para estar na final. A sorte da eliminatória não esteve do nosso lado.
  14. Na ressaca da frustração da eliminação da LE, recebemos e vencemos a Académica. Nessa jornada (28), o braga perdeu. Estávamos a 3 pontos do acesso à LE. Tínhamos dois jogos para esse efeito. Um no dragão e outro com o braga. Tudo era possível!
  15. Na deslocação ao dragão, chamaram o Pedro Proença. Com uma dívida de gratidão para com o padrinho, fez o trabalho de carrasco. Antes dos golos do fcp, expulsou os dois centrais do Sporting. Num jogo em que a dualidade de critérios foi gritante. Afastaram-nos assim da luta pelo acesso à LC.  Uma luta que acreditamos ser possível vencer, mesmo que fosse algo impensável quando o Sá pegou na equipa.
  16. Terminamos o campeonato com uma vitória... sobre o Braga.
  17. Restava a final da Taça. Um jogo que não podíamos perder. A exibição foi pálida, muito pálida. A tristeza invadiu o coração dos Sportinguistas. Este era daqueles jogos para ganhar. Foi a pior exibição desde que tu tomaste conta da equipa.
No entanto, esta derrota não apaga:

  • toda a recuperação na tabela classificativa efectuada desde que pegaste  na equipa.
  • Vitórias em todos os jogos disputados em casa.
  • O orgulho após os jogos com Manchester City.
  • Exibições onde o ESFORÇO, DEDICAÇÃO, DEVOÇÃO E GLÓRIA estiveram presentes.
  • a construção de jogo deixou de ser feita pelo futebol directo do Polga, para começar a ser construído a partir de trás com qualidade na posse de bola.
Não te preocupas Sá, eu não me esqueço nem sou ingrato...

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Amanhã, é para ganhar!

Depois dos Lacaios terem ganho à Udinese, temos de fazer pela vida e ganhar à equipa feita no Café Rasmussen "Bons Petiscos". Considero que se não golearmos, não é bom resultado. Se aos 10 minutos não marcarmos, continua a não ser bom resultado. Se Gelson jogar, com certeza que o resultado vai ser bom. Falta saber se Sá Pinto tem capacidade para aprender com os erros ou se vai tornar em mais um casmurro esquizofrénico e retomar a escalação lunática que fez contra a equipa do Porteiro da Casa das Putas do Pinto da Costa, Não acredito, pois ainda me lembro da campanha europeia e da forma como fomos afastados do acesso aos milhões pela organização kosovar que ontem se regozijou com a vitória dos Lacaios. O Lambe Colhões do Pinto da Costa já diz que o Braga é um grande. Talvez, da dimensão do seu concelho. E mesmo assim duvido muito. Deixemo-nos de merdas: amanhã, é para ganhar e por muitos. A minha equipa é a seguinte:
1 Patricio
41 Cedric
6 Boulharouz
15 Marcos Rojo
48 Ínsua
21 Rinaudo
77 Elias
23 Adrien
18 Carillo
11 Capel
9 Wolfswinkel

FORÇA SPORTING!

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Começou a pressão

Colocamo-nos a jeito e agora não há quem os cale. Depois de termos assobiado Wolfswinkel, aí estão Nuno Raposo e Pedro Figueiredo a informar (ahahahahahahahah) que O CSKA Moscovo oferece 18 milhões de euros pelo avançado Ricky van Wolfswinkel. O clube russo, sabe A BOLA, já oficializou a proposta junto do Sporting e espera agora pela resposta. Numa altura em que em Alvalade se pondera a contratação de mais um avançado, eis que o CSKA Moscovo vem baralhar as contas, com uma proposta choruda pelo holandês que, nas últimas semanas, tem sido alvo de muitas críticas por parte dos sportinguistas (NOMEADAMENTE DAS MELANCIAS)- a ausência de golos ontem à noite em Alvalade voltou a valer assobios ao avançado e a toda a equipa. Agora reparem na insistência da tese que o Sporting não tem dinheiro. Necessitada de encaixar algum dinheiro, a sociedade desportiva leonina não pode deixar de ter em consideração os 18 milhões oferecidos pelos russos. Proposta que pode valer ainda mais 2 milhões aos cofres leoninos se o holandês cumprir depois determinados objetivos com a camisola do CSKA. Para terminar, sapientes do que se passa na SAD, avisam com toda a delicadeza e dedicação ao clube do seu coração. Porém, os leões contam apenas com Van Wolfswinkel como avançado de raiz e nesta altura do mercado a sua saída será difícil de colmatar. O Sporting ainda não tomou uma decisão sobre se aceita ou não a proposta mas, naturalmente, tem de responder com celeridade.
Mais uma fraude, das muitas que visam o Sporting.


Mau demais para ser verdade

Só hoje escrevo  que vi ontem. E vi uma valente merda, diga-se de passagem. Sá Pinto errou em toda a linha, cometendo uma série de equívocos que vieram provar que a pré-época foi um falhanço autêntico. Ganhei um ódio de estimação: Gelson, um tosco com dois olhos. Marca mal, não tem pernas para segurar o meio campo, não faz passes de jeito e é feio como tudo. Carriço, naquela posição, faria melhor. Vejamos por partes.
a)O nosso meio campo não rende nada. Elias não pode jogar ao lado de Gelson, Gelson não pode jogar, Adrien não é número 10. Com isto se vê que a espinha dorsal do Sporting é um lamentável erro. Não adianta os pontas correrem o jogo inteiro se não houver médios para as segundas bolas. A colocação de Elias foi uma anedota, a de Adrien também. A de Gelson, não tenho palavras para exprimir.
b) A solução de Sá Pinto para a segunda parte, prognosticou o que aconteceu: a derrota contra a equipa do porteiro de uma casa de putas do Corrupto. Gelson em campo, saída de Adrien e Elias. Erro total. Pior erro, a entrada prematura de Labyad, que ainda se começa a ambientar, e recuo de André Martins. Tudo errado.
c) E se fosse eu a treinar? Gelson nem calçava. Voltava ao velho esquema 433, o que parece melhor.
d) Contra a equipa dinamarquesa feita num café, com este desenho táctico e com Gelson, não ganhamos.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Não vi o jogo

O primeiro post da época de 2012/2013 fala do que não viu, pela primeira vez. Empatamos com o Vitória de Guimarães, num jogo que soube a vitória para uma equipa que este ano não deve passar do meio da tabela. Pelo que ouvi na rádio, pois não tive oportunidade de ver na tv, o Sporting merecia  ter ganho e dominou o jogo por completo. Mas não é com vitórias morais que se amealham pontos, e só marcamos 1 pontinho, tanto como o Essiobê e os Kosovares. Resta-nos ganhar agora em casa ao próximo adversário, sem esquecer o jogo da Taça Uefa de Quinta Feira. Força Sporting!

sábado, 11 de agosto de 2012

Luisão ou o jornalismo de sarjeta

Aos olhos de um desportista, Luisão agride o árbitro do encontro do Essiobê contra uma equipa alemã. Aos olhos dos adeptos, espalhados pelos jornais e travestidos de jornalistas, tudo não passou de uma enorme "fita", "uma lamentável cena de teatro" fruto de uma "pseudo-agressão" de um jogador habituado a estas fitas, representante de um clube de arruaceiros e assassinos impunes. Os lacaios de preto calaram o bico, porque a cor era o vermelho. Se fosse o verde e branco, estariam agora os Sobrais, os Manhas, os Goberns e outros quejandos a vociferar contra a nossa camisola. No fundo, não me espanta esta postura de moluscos peneleiroides, como quem se prepara para comentar mais uma época de atropelos desavergonhados.

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Sai mais um Hugo Vieira a rolar na chapa

Como tinha dito aqui, Hugo Vieira foi uma manobra pueril do Essiobê e da imprensa. Não tem lugar no plantel, obviamente. Mas o Rascord insiste, informando (ahahahahahah) que Hugo Vieira, avançado que assinou pelo Benfica um contrato válido por quatro temporadas, deverá ser emprestado, por forma a competir com regularidade. Contratado depois de ter terminado o vínculo ao Gil Vicente e falhado o acordo com o Sporting, o atacante, de 24 anos, integrou a preparação do plantel comandado por Jorge Jesus. Feita a triagem, Vieira deve, ao que tudo indica, seguir as pisadas de outros elementos que não entram nos planos das águias para 2012/13, nomeadamente Rodrigo Mora. Nélson Oliveira foi cedido ao Deportivo Corunha. Ou seja, mais um tiro nos pés dos alarves e oportunistas, que não recusam qualquer argumento para dizer que o Sporting não tem dinheiro. Mas a questão que ainda falta esclarecer é esta: alguma vez esteve nos planos do Sporting? E já agora, quem se arrependeu mais? O Sporting, que supostamente o queria, ou ele próprio, que vai andar a rodar num clube de segunda categoria?

O campeonato está aí

O campeonato está aí, mas antes temos a Supertaça entre dois clubes irmãos. Kosovares e Lacaios, ajudados pelo Benquerença, vão mostrar o que sabem fazer. Os primeiros e o últimos o que sabem desde há muito tempo: roubar. Quanto aos Lacaios, vão estender as almofadas e a vaselina, procurando a melhor posição de enrabamento que será uma constante ao longo da época. Na semana seguinte, chega o campeonato e vamos a Guimarães. Além das notícias sobre a venda de jogadores do Sporting, com Adrien à cabeça, do Essiobê ou dos Kosovares, há uma certeza: a imprensa é mais um elo do compadrio instalado no futebol luso, entrando na engreganegm da valorização duvidosa de jogadores de qualidade banal. Hulk não sai, Rolando tambem não, Sapunaru tão pouco, Cardoso não se vê e Witsel têm de esperar. Os valores astronómicos da sua venda contrastam com os míseros 1,23 milhões que os clubes ingleses dão pelo 23 do Sporting. Mas não é disto que me quero ocupar e sim de uma projecção para as primeiras cinco jornadas. E aqui vai uma aposta. Eu aposto que os Kosovares, antes de jogarem contra o Sporting ou Essiobê, já vão levar uma vantagem confotavel que lhes permita entrar sem pressões. Vejamos os jogos.
Kosovares: vão ao Gil Vicente, recebem o Guimarães, vão a Olhanense, recebem o Beira Mar, vão ao Rio Ave, jogam connosco em casa. Prevejo pontuação entre os 13 e os 15 pontos, na entrada da 6ª jornada.
Sporting: vamos a Guimarães, recebemos o Rio Ave, vamos ao Marítimo, recebemos o Gil Vicente, recebemos o Estoril e na 6ª jornada vamos à Merda para disputar o primeiro jogo com os Kosovares.Prevejo pontuação entre os 10 e os 12 pontos, na entrada da 6ª jornada. Vamos ser roubados no Guimarães e no Marítimo, sem contar com as arbitragens manhosas pelo meio.
Essiobê: recebem os Lacaios de Braga, vão a Setúbal, recebem o Nacional, vão aos Lacaios de Coimbra, vão ao Paços de Ferreira, recebe o Beira Mar. Prevejo pontuação entre os 10 e os 12 pontos, na entrada da 6ª jornada.
Vamos aguardar para ver.


quinta-feira, 26 de julho de 2012

Hoje estou fodido


Ao que consta, Matias vai sair do Sporting. Não aceito, embora compreenda. Não aceito porque era o meu jogador preferido do plantel, jogava com a 14 tal como eu joguei, tinha o perfume de um Maradona, Zidane, entre outros que admiro ainda hoje. Compreendo porque o Sporting está em baixo, não participa em nenhuma grande competição europeia por causa da máfia que grassa em Portugal, não tem montras que valorizem jogadores, mesmo que os comparemos com craques soberbos como Sapunaru, Rolando, Hulk ou Miguel Lopes, a quem a imprensa aventa verbas de venda astronómicas. Exemplo disso, a capa do subtil "Correio da Manhã", a dizer-nos que "o Sporting não consegue marcar golos ao Belenenses nem ao Atlético", mas esquecendo de dizer que ganhou a taça Pepe. Compreende-se. Não se compara à mundialmente famosa Eusébio Cup, que junta sempre colossos como o Essiobê e equipas C de clubes de topo, mas é uma taça. Matias não quis negociar, o Sporting não se chegou à frente. Ficamos desfalcados numa posição para a qual exige jogadores de tomates bem pretos e para a qual André Martins ainda não está talhado. Comprar um 10? Ou colocar Labyad? Não sei. Hoje estou fodido. Mas sei que a única forma de voltarmos a fazer bons negócios é estar presente na Champions, algo muito difícil, atendendo ao panorama mafioso português.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Loucura

A imprensa anda louca. Não consegue detectar quem vem para o Sporting nem consegue vender os jogadores que os seus patrões lhe ordenam, impingindo milhões por pernas de pau. Competem Kosovares e Essiobês pelo valor mais alto, muitos milhões. Quanto às contratações do Sporting, nada. Não há paciência...

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Notícias soltas

1ª Por mais que tentem, os kosovares não conseguem vender o 100 Milhões, nem o Maçã Podre, nem nenhum jogador pelo preço inflacionado que a comunicação amestrada veicula;
2ª O Marquês de Santa Eulália, aquele que usou o meu dinheiro para pagar um centro de treinos para os kosovares, recebeu apoio do Filho da Puta. Pudera.
3ª A imprensa livre anda maluca com as supostas contratações do Sporting e a anunciada saída por vastos milhões de jogadores do Essiobê. Até agora, nada.

Lá vamos, cantando e rindo....

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Nem de propósito

No preciso dia em que o Sporting começa a preparar a época, a comunicação social puxa pelos cordelinhos para atacar o Sporting, escolhendo um dos ressabiados do costume. Desta vez foi o Barbosa, que vêm dizer que o caminho seguido pelo Sporting até agora está errado. O mais curioso é que este filho de uma grande puta fez parte da lista de Godinho, conhecia o programa desportivo e esteve incumbido de uma tarefa que não concluiu. Além disso, vem afirmar categoricamente que Paulo Pereira Cristóvão é culpado de todas as acusações. Quando este senhor corria no Troféu Citroen, o seu patrocínio era o Correio da Manhã. Querem que diga mais alguma coisa ou isto chega?

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Actualizando as contagens....


Está a chegar mais um campeonato e com ele mais uma vitória dos Kosovares e seus apaniguados. A não ser que algo corra mal, o campeonato vai para os mesmos, com alguma oposição, sempre cómica, dos corruptos envergonhados, o querido Essiobê. 32 títulos para o Essiobê, 26 para os Kosovares e Sporting com 18. No primeiro gráfico, vemos o número de títulos antes da chegada do Corrupto. O Essiobê dominava, o Sporting era o segundo. No segundo gráfico, demonstra-se o poder da Corrupção Kosovar. No terceiro, faz-se uma contagem do total de títulos. E atenção: o projecto do Corrupto é ganhar dez títulos para destronar o Essiobê. Depois sai e é-lhe erguida uma estátua na terriola. Vai ser penoso os seus adeptos venerarem um criminoso estando na 3ª divisão.

Hoje estou parvo

Hoje estou parvo, completamente. Em primeiro lugar, acordei com uma alfinetada do órgão oficial do Essiobê. Ao que consta, diz este isento jornal, o Sporting e os Kosovares estão a preparar a troca de Adrien por Lopes, algo que está a indignar a massa adepta sportinguista. Quanto a este assunto, o meu estado de espírito é ambíguo. Por um lado, ao contrário do que diz grande parte dos sportinguistas, Adrien não é um craque irrepreensível e a sua perda não significaria grande coisa para o Sporting. Actualmente, temos melhores jogadores e esta "festa" apenas existe porque os Lacaios de Coimbra nos ganharam a Taça de Portugal e a imprensa destacou Adrien para colher frutos à posteriori. Sabe-se como os jornaleiros vendem jogadores e recebem daí percentagens de todo o tipo. Não dou muita credibilidade a estas notícias, para ser sincero. Por outro lado, a ser verdade a troca, estaríamos perante mais uma aberração que é negociar com a MÁFIA KOSOVAR, e isto não tem perdão!
Em segundo lugar, a presença de Proença na final é mais que ridícula e só se explica porque a Espanha tem de ganhar. Pior que isso, é ter de aguentar o Vítor Pereira a dizer que Proença pode ser considerado o melhor árbitro do mundo. De bradar aos céus!

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Lista de jogadores comprados e vendidos pela imprensa (até agora...)


ENTRADAS
Hugo Vieira - grande manobra do Benfica, ao colocar o jogador em Alvalade para depois o levarem para casa, aproveitando para dizer que o Sporting não tem dinheiro;
Jefferson - Botafogo. Sporting não tem dinheiro;
Nilmar - Villareall. Sporting não tem dinheiro para pagar o que o clube pede;
Enoch Adu Kofi - diz o Rascord "O médio ganês Enoch Adu Kofi, de 21 anos, admitiu esta quarta-feira, em declarações à imprensa do seu país, ter uma proposta do Sporting, apesar de não confirmar o sucesso das negociações. "Recebi uma oferta do Sporting e já falei com os dirigentes do clube. Ainda não está nada fechado, mas o meu agente está em conversações com eles e espero que seja possível chegar a um acordo", comentou o médio, em declarações à Kapital Radio. Campeão pelo Nordsjaelland, onde cumpriu 32 dos 33 jogos da Liga, o médio está em final de contrato e já avisou que não tenciona permanecer na Dinamarca. Além do Sporting, também Arsenal, Odense e Club Brugge estão na corrida pela estrela ganesa."
Benitez diz o Rascord que "dificilmente o América libertará o jogador por uma verba abaixo dos 10 milhões de dólares (7,9 milhões de euros), valor que pagou em maio de 2011 ao Santos Laguna, naquela que foi a transferência recorde do futebol mexicano. Antes, em 2009/10, o avançado esteve emprestado ao Birmingham, mas não teve muito sucesso, marcando apenas três golos em 30 partidas. Além dos leões, também há equipas espanholas e inglesas interessadas no pequeno avançado do América, de 1,68 metros." Mais uma para dizer que o Sporting não tem dinheiro.
Maxi Lopez insistência neste jogador, mais uma vez.
Lucas Patinho para a equipa B
Gelson ainda não se sabe nada, mas creio que vai redundar no mesmo "o Sporting não tem dinheiro" 
Ricardo Carvalho ahahahahahahahahaah sem palavras. Esperava mais imaginação
Tolói o habitual "Sporting não tem dinheiro"
Anderson  segundo o Rascord, estamos em disputa com o Benfica.
Lopes por troca com Adrien, que vai para os Kosovares.
Rojo ao que consta, andamos a disputa-lo com o Essiobê. Mais uma para dizer que o Sporting não tem dinheiro.


SAÍDAS
Patrício
Arias
Ilori (Inter)
Evaldo (Evian e Deportivo)
Izmailov (não se sabe para onde, inventado depois do Euro)
Capel (Atlético Madrid)
Matias Fernandez (diz o Rascord que Matías Fernández e o empresário FIFA espanhol Alejandro Santisteban reúnem-se esta semana no Chile, para analisar as opções do médio tendo em vista a nova época. Depois, afirma, contradizendo-se "Como Record noticiou, na sua edição de 28 de maio, a menos que surja uma proposta tida como irrecusável El Crá continuará de verde e branco em 2012/13, vendo o seu contrato melhorado e ampliado, uma vez que o atual expira em 2013. De rir.)
Schaars (clubes ingleses e italianos)
Wolfswinkel (Valencia, Manchester City, Manchester United, Napoles)
Adrien (França, Kosovares, Tothenam)

Arbitragem reforçada com novas aquisições kosovars

Com o fim do campeonato, sabe-se agora quem são os maiores. Proença, Olegário e Jorge Sousa estão no pódio como pagamento de favores: Proença fez a festa no Estádio do Ladrão com os amigos, Olegário é aguentado pelo sogro António Garrido, o cicerone dos jantares com árbitros (para quem não sabe, Pinto da Costa e António Garrido conquistaram em quase 30 anos, 17 Campeonatos Nacionais, 11 Taças de Portugal, 16 Super Taças, 2 Ligas dos Campeões e 1 Taça Uefa. O FC Kosovo, até a entrada do Corrupto condenado por corromper árbitros e do árbitro António Garrido, tinha ganho apenas 7 Campeonatos Nacionais, 4 Taças de Portugal e 1 Super Taça) e Jorge de Sousa é outro peão de brega. Mas isto é uma história, porque importa perceber quem vai arbitrar na próxima época. O que se vê?
a) AFP domina;
b) AFB empata com AFL;
c) AFS perde Paixão;
d) AFSANT perde Gralha;
e) AFG ganha um árbitro;

O que se espera daqui? O mesmo. Mas eu aposto no Tri dos Kosovares, secundados pelo Kosovo B. No próximo ano cá estaremos para ver.

Bruno Paixão na Segunda Divisão

Bruno Paixão é mais um dos descartáveis colocados na arbitragem pela Máfia Kosovar. Este ano, portou-se mal e como tal, desce de divisão. A contrastar com esta despromoção, Pedro Proença, o tal que festejou o título com a sua equipa em pleno estádio do ladrão, foi o primeiro. Atendendo a todos os factores, só podia acontecer isto. Vejamos o que diz a história deste campeonato. A 2 de Outubro de 2011, o Sporting joga em Guimarães e vence com golo de Capel. Mas, para equilibrar, Bruno Paixão expulsa Rinaudo. A imprensa livre defende o menino e até aqui, tudo bem. Depois, apita a vitória dos Lacaios de Coimbra contra o Kosovo para a Taça de Portugal que vieram a vencer e o Gil Vicente contra o mesmo clube, altura em que Bitinho vem apelar, indignado, para a entrega das faixas de campeão aos "outros", referindo-se ao Essiobê. Novo escândalo, com a imprensa livre a reverberar a voz do dono. Mas as águas deixam de se agitar quando, contra o mesmo Gil Vicente, assinala dois penaltis seguidos contra o Sporting e o afasta completamente da luta pelo terceiro lugar e presumível acesso à Champions. Como prémio, e para alertar eventuais ocorrências não dominadas, apita o Kosovo B contra o Beira Mar. Golo de Custódio, frango de Rego. Ao mesmo tempo, Proença faz a festa doméstica, expulsando dois jogadores do Sporting e marcando penalti para o seu amigo Hulk converter.
Para mim, Bruno Paixão é uma merda. Instável, burro e manipulável. Enquanto se meteu contra os clubes fora da órbita kosovar, esteve tudo bem. Quando afrontou o Corrupto e os seus capos, foi banido. Aqui está mais uma prova.